Relato de parto

É impossível falar do meu parto sem antes contar toda a trajetória da minha gestação.
Como minha parteira disse, eu pedi uma gravidez com emoção !( como tudo na minha vida rs)
Um belo dia de agosto,  eu comecei a ter fortes dores no ovário e fiquei bem assustada, fui pra emergência,  fizeram vários exames e nada, me internaram e resolveram fazer um beta hcg, eu estava grávida,  mas junto com a boa notícia , veio uma terrível,  pelas dores acharam que seria uma gravidez nas trompas,  eu deveria aguardar o ultrassom no dia seguinte.
Imaginem como foi passar uma noite esperando esse ultrassom,  com esse medo na cabeça,  sozinha,  internada em um hospital.
O ultrassom seria pela manhã,  eu fiquei de jejum e com a bexiga cheia,  as horas começaram a passar eu não recebia nenhuma explicação,  as 16 horas eu surto peço minha alta e vou numa clínica em frente ao hospital aos prantos pedindo uma vaga para um ultrassom de emergência,  ali veio meu alívio,  tudo perfeito com meu bebê! !!! Eu estava com 6 semanas.
Após isso tivemos ainda dois sangramentos e ultrassons de emergência, passando pequenos sustos,  mas nada realmente grave.
Decidimos por um parto domiciliar,  conhecemos uma parteira incrível,  a Lucelia,  e nossa Ginecologista nos acompanharia e liberaria se tudo corresse bem na gestação.
Eu estudei bastante,  li, busquei conhecimento,  queria muito um parto normal,  meu marido sempre do meu lado, indo em palestras,  encontros, rodas de gestantes , estávamos muito felizes.
Com 29 semanas começo a sentir uma dor estranha no estômago,  começa a atingir um nível muito alto de dor,  e derrepente uma contração junto, corremos para o hospital,  meu médico me internou,  conseguimos parar o trabalho de parto,  porém não achávamos a causa de tanta dor,  meu cirurgião gástrico não atendia no hospital que eu estava e a equipe gástrica de lá insistia que o problema era no meu estômago,  quando eu tinha certeza que era no meu intestino,  após quase uma semana sentindo dor conversei com meu GO Paulo Fasanelli e resolvemos mudar de hospital, liguei para meu gastro,  expliquei o caso, ele me internou e no mesmo dia descobriu a hernia no meu intestino,  porém era um caso cirúrgico, precisaria fazer uma cesaria e junto a cirurgia da hernia, nesse momento desabei, minha bebê tinha apenas 30 semanas,  era muito cedo, meu GO abençoado entrou em ação e juntos acharam uma opção,  eu ficaria me alimentando com alimentos pastosos e líquidos e seria monitorada diariamente pelos dois.
Com 34 semanas eu já me sentia muito melhor,  as dores eram diárias,  mas em um nível suportável,  meus médicos liberaram o parto normal,  porém seria hospitalar, para verem de perto alguma alteração.

Durante todo esse tempo eu conversei muito com a minha filha,  estabeleci uma conexão forte com ela, pedi pra ela aguentar firme,  nós iriamos conseguir juntas, a minha parteira Lucelia e minha doula Maira me viam toda semana e me ajudaram muito a lidar com a dor e com meus medos,  foi um processo de cura,  de oração,  me aproximei da minha filha,  de mim mesma e de Deus.

Após muitas orações,  carinho,  amor , vibrações positivas,  pessoas incríveis torcendo por nós, com a graça de Deus conseguimos chegar nas 37 semanas! !!
Meu tampão tinha saído com 35 semanas e desde então,  eu tinha contrações de treinamento diárias,  várias por dia.
No sábado fomos em um encontro com a dr Ana Paula Pina,  que era nossa médica backup,  conhecermos ela e nos apaixonamos, me sentir segura se precisasse dela.

Era uma segunda feira e eu me sentia exausta das dores da hernia,  junto com as dores da gestação,  foi um dia cansativo,  ao final dele entrei no chuveiro e comecei a conversar com a minha filha,  eu disse pra ela que chegamos longe, ela não era mais prematura, ela estava nesse momento liberada para vir ao mundo,  a hora que ela quisesse,  no momento que ela quisesse! A mamãe estava já cansada das dores mas aguentaria o momento dela, comi uma barra de chocolate e fui dormir.
As 3:30 da manhã eu sinto uma colica,  depois mais uma, começo a verificar o tempo,  15 minutos de espaço entre elas, tranquilo,  pode ser alarme falso,  podem durar dias, fico tranquila, as 11 da manhã teria consulta com meu GO.
Tentei dormir não consegui,  as dores começaram a ficar ritmadas, as 5 da manhã liguei pra minha parteira,  estavam muito ritmadas, de 8 em 8.
A partir de então parei de olhar o relógio,  fiquei no chuveiro tentando alivia-las,  acordei o kaique e disse que provavelmente a Clara nasceria naquele dia.
Minha doula chegou bem rápido,  começamos conversar e fazer exércitos pra aliviar a dor, foi um momento muito gostoso,  eu não queria comer nada, não queria ouvir nada,  as contrações estavam bem próximas,  de 3 em 3 minutos,  eu pensei: se isso é o começo,  to ferrada.
Minha parteira chegou,  ascultou o coração da Clara,  tudo ótimo,  resolveu fazer um toque, o plano era irmos pro hospital com 8 cm de dilatação, nesse momento ela disse : Jessica,  você está com dilatação total.
Eu não acreditei,  comecei a dar risada,  era bom demais pra ser verdade,  após toda a saga da gravidez com emoção,  eu jamais esperaria um parto fácil,  arrumamos as malas e fomos pro carro, as contrações estavam de 1 em 1 minuto, eu me segurando pra não fazer força,  entre uma contração e outra eu ria,  o Kaique dizia, vc não falou pra ela vir?  Ela tá vindo,  e eu feliz e plena,  por tudo estar acontecendo como pedi a Deus.
Após uma  contração dolorida  no carro eu falei pras meninas: e Aquela história de um momento de alívio depois da dilatação total?  To precisando de uns minutos kkkk.
Chegamos no hospital e a Dr Ana Paula Pina chegou conosco,  o Dr Paulo estava em um catanduva e não chegaria a tempo.
No hospital a dr Ana Paula tomou conta da situação com perfeição,  tentaram pegar minha veia duas vezes e ela não deixou,  uma enfermeira veio tirar meu sangue, subimos pro centro cirúrgico,  lá comecei finalmente a empurrar,  as dores diminuiram,  abaixaram a luz;  desligaram o ar, a doutora colocou uma música no celular, ela me disse que  bebê estava bem alta, se eu quisesse ela poderia estourar a bolsa e seria mais rápido,  eu decidi por estourar,  não tinha comido nada,  preferi a bolsa rompida a ter que tomar anestesia no final, ela disse: são 8 horas,  creio que até as 10  saímos daqui.
Minha doula não saiu do meu lado, começou a cantar para mim,  me senti calma,  acolhida, do outro lado meu marido,  dizendo que eu era forte e ia conseguir,  na minha frente a doutora Ana vibrando a cada contração, auxiliando na respiração.
Eu quis ficar sentada,  quase de cócoras na mesa, me deixaram confortável,  as dores eram bem menores do que das contrações.
Lembro dela dizer: posso ver a cabeça,  coloca mão,  sinta ela, daqui mais três empurrões ela nasce , mas a Clara não quis esperar três empurrões,  na próxima contração ela nasceu,  escorregou inteira,  parecia um peixinho vindo ao mundo.
Veio para meus braços, o Kaique disse 8:48, a hora do nascimento,  ela resmungou e se aconchegou no meu peito,  era tão linda,  tão pequena,  tentar dar mama, mas ela não quis,  quis apenas meu colo, meu calor,  depois de um tempo o Kaique cortou o cordão e examinaram ela,  ela voltou para mim mais um pouco,  e foi para o berçário tomar as vacinas. Eu precisei de 3 pontinhos superficiais e fui para o quarto.
Enquanto esperava ela me peguei conversando com a barriga,  foi tudo tão rápido que a ficha custou a cair,  logo ela voltou pros meus braços e não saiu mais.
A Hernia parou de doer, aparentemente o útero quando subiu pressionou ela, quando desceu liberou.
Apesar de todas as dificuldades da gravidez tivemos um parto abençoado, e minha filha nasceu perfeita,  saudável.
Creio que tudo acontece com um propósito e a Clara veio trazer cura emocional para minha vida,  e com a ajuda de Deus eu consegui reconhecer e me curar.
Espero que esse relato possa ajudar as pessoas de alguma forma.
Não desistam e tenham fé! !

image

Hérnia no intestino

Oi Pessoal, esse mês foi bastante complicado.

Dia 08 tive a dor mais horrível que já tinha sentindo na minha vida (segundo fontes, é pior que a dor de parto) e fui internada , por fim, após investigarmos, descobrimos ser uma hérnia no intestino, algo que seria aparentemente simples de resolver, uma cirurgia por vídeo, um dia apenas no hospital, se não fosse um porém, estou grávida, e a bebê está em cima da hérnia.

 

Dessa forma tive que voltar pra dieta da bariátrica, passei 4 dias no jejum absoluto, depois fui pro liquido, e finalmente pastoso, dia 14 finalmente tive alta e vim com a dieta pastosa para casa.

Estou tomando suplemento para tentar dar uma engordadinha, mas emagreci 5kgs no hospital, não está sendo fácil, voltar pra dieta pastosa me deu um desanimo terrível.

Hoje na consulta ele me liberou os purês e to indo com calma , pois a dor é gigantesca quando algo “entala” na hérnia.

Segundo meu médico, nada tem a ver com a bariátrica, nem com esforço em excesso, é apenas algo que acontece e eu como sempre sou sorteada kkkkk

Preciso aguentar essa dietinha durante os próximos 2 meses, para que ela nasça bem e no tempo certo!

Beijos

12509695_10153291239568062_6522524094986300744_n.jpg

 

 

7 meses já

Oii meus amores,

Olha eu aqui!!!

desde o começo da gravidez eu estava com os 78 kgs, não engordava nada, de repente pulei pra 84kgs, isso mesmo, to assustada, mas a barriga tá bem grande e acho que esse peso é todo dela mesmo.

To com uma fome absurda, to comendo bem mais do que comia depois da cirurgia, mas mesmo assim bem menos do que antes da cirurgia, como o dia todo kkk.

Porém, to comendo coisas bem saudáveis, e não muitas besteiras, por isso to tranquila de que o que engordei foi tudo pra bebê mesmo.

Segue algumas fotinhas barrigudas pra vocês!

beijos.

11037225_10153248473053062_6901950560619023508_n.jpg12369086_10153231915088062_8531628277571775552_n.jpg12341216_10153216710063062_8987133507779306341_n.jpg

Novas noticias

Oi Meus amores,

Deixa eu limpar a poeira aqui,

Só vim avisar que to gravidinha de 11 semanas, e muito feliz, a barriga tá começando a aparecer agora, e as calças jeans já não servem mais, até semana passada eu não tinha engordado nada, faz bastante tempo que eu tava estabilizada nos 79 kgs, as vezes 78,8 sempre tem uma variação.

Se tudo correr bem, finalzinho de março teremos um bebe lindo por aqui *_*

2015-09-01

2 anos e a felicidade só continua

Oiieeee, deixa eu limpar a poeira aqui, kkkk

Gente dia 28 fez dois anos de cirurgia, parece que foi ontem né?

Queria agradecer o carinho imenso que recebo de vocês ainda, e dizer que o meu facebook e email estão abertos, qualquer pessoa que queria falar sobre a cirurgia bariátrica, ou sobre o Dr Henrique Gandolfi (o melhor médico da cidade, super indico, atencioso, cuidadoso, pega no pé!!!!) pode me adicionar (só manda uma msg antes pra eu saber quem é) que estarei a disposição para ajudar vocês nessa caminhada!

Vamos as perguntas que tenho recebido ultimamente:

Como está seu peso?

Bom, quanto ao emagrecimento, estabilizou, eu estou variando entre 77, 78, 79, tem dia que acordo mais inchada, tem fds que como algo mais calórico e por aí vai, até hoje não engordei mais do que essa variação de 2 kgs que o médico diz ser normal, apesar de que, ele me disse que eu poderia ficar com 81, eu prefiro ter essa folga.

Sua dieta é restrita?

Não, eu me policio durante a semana, e como o que quiser no fds, eu como chocolate, as vezes bebo uma coca, as vezes como churrasco, mas é tudo pouca quantidade, não como até ficar estufada, nem nada disso, mas eu me permito comer o que sinto vontade.

Você tem alguma reação a cirurgia ?

Se eu como doces eu tenho dumping, chocolate meio amargo não dá dumping (em quantidade moderada), então é meu preferido rs, qualquer outra coisa, seja uma colher, já me faz querer deitar. Se eu como algo gorduroso meu intestino solta, mas acho que é mais pela cirurgia da vesícula do que pela bariátrica, então dificilmente como frituras e gorduras, prefiro tudo assado, o Forno é meu melhor amigo forever❤

Seu cabelo parou de cair?

Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim, yes, ele parou já tem um tempão e agora está crescendo até rápido viu? (acho que alimentação e vitaminas ajudam muito)

Me fale sobre o Dr Henrique ?

Ultimamente muitas pessoas estão vindo até mim perguntar sobre o Dr Henrique Gandolfi, gente, eu confio minha vida a ele, ele é cuidadoso, atencioso, ele cuidou muito bem de mim, tanto na bariátrica quanto na cirurgia da vesícula, eu visitei alguns médicos antes de optar por ele, e garanto, não tem igual, no começo ele é meio fechado, ele é tímido, não vai fazer brincadeiras sem graças, mas ele vai te atender de madrugada, ele vai segurar sua mão e vai olhar nos seus olhos e ser sincero com você, isso realmente não tem preço, ele é um profissional maravilhoso e realmente indico ele com todo meu coração.

Vou deixar algumas fotinhas mais atuais, e se tiverem alguma pergunta mais, é só fazer nos comentários que faço um segundo post❤

(texto que postei no facebook)

Há exatamente dois anos, nesse mesmo horário, estava entrando na sala de cirurgia, não foi apenas os 71 kgs que deixei para trás, foram as doenças, as dificuldades de locomoção, foram as coisas que me faziam mal e me aprisionavam , mas eu me sentia incapaz de lutar.
Exatamente hoje eu fecho um ciclo muito importante de mudanças, Hoje realmente posso dizer que tirei da minha vida tudo que me fazia mal e aprendi a lutar!
Hoje sou feliz, comigo mesma, com minhas decisões, com as minhas escolhas, hoje elas são minhas !!! Eu descobri a força que tenho! !!! É claro que ainda tenho muito que mudar e aprender, mas é um novo ciclo que começa, com uma nova história de felicidade e superação!
Obrigada a todos que estiveram comigo durante todo esse tempo, pela paciência e apoio!
A pergunta que mais ouço é se valeu a pena, acho que meu sorriso responde!!!
11079046_10152712454013062_3546282413373164560_n

Renascendo das cinzas rs

Olá meus amores,

Me desculpe o sumiço, minha vida pessoal deu uma reviravolta nos últimos seis meses (desde doença grave do meu pai, até enfrentar um divorcio), e por isso eu perdi um pouco a vontade de escrever.

Bem eu atingi meu objetivo, inclusivo até menos do que esperava, meu médico disse que posso engordar um pouco de massa magra e chegar nos 80 kgs que é o ideal pra mim.

Estou pesando 77,500 kgs, muito bem, muito feliz, ainda tenho dumping, refrigerante me faz passar mal, já consigo comer o tanto indicado como ideal pela nutricionista.

Bebo muiiiiiiita agua e resolvi deixar as cirurgias reparadoras pro futuro, meu cirurgião me convenceu de que o melhor mesmo é esperar eu engravidar, pra não perder a plástica.

Por enquanto é isso, a vida está normal, não me arrependo nem por um segundo, minha qualidade de vida melhorou demais. Estou muito feliz agora não só com o emagrecimento, mas tbm com a questão psicológica que foi o apoio fundamental para mudar de vida!

 

Algumas fotinhas para inspirar vocês que ainda estão decidindo por isso.

 

10322714_10152262159153062_2694116637477046207_n

10622894_10152329373873062_8615350398432424472_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10310530_10152329410498062_2741263645219836367_n 10367689_10152307288313062_7773230804934136215_n 10403322_10152239986733062_4388609963777780802_n 10414514_10152119942653062_5883684213268746703_n

Quase um ano

Meus amores, 
To sumida eu sei, to postando do celular,  fazendo um teste.
A vida tá corrida e uma delícia,  sexta eu faço um ano e preparo um post bem legal,  prometo,  hoje vou só deixar umas fotinhas .
65 kgs eliminados já *-*

image

image

image

image

image

image

image

É só pra verem a super diferença
Beijocas